Navigation – Plan du site
Monica Pimenta Velloso

Relics and selves. Iconographies of the National in Argentina, Brazil and Chile, 1880-1890

16/06/2006

O site do Museu Iberoamericano de Cultura Visual disponibiliza um rico acervo de  material iconográfico sobre a Argentina, Brasil e Chile. Organizado pelo Programa de Pós graduação em cultura visual espanhola e latino americana do Birbbeck College/ London University e tendo a curadoria de Jens Andremann (Birbbeck College/ London University) e Patience A. Schell (University of Manchester), oferece sugestivo instrumental de análise para os historiadores interessados na temática do processo modernizador latino americano. Contemplando a emergência dos estados nacionais,  na virada do século XIX, o site enfoca as mudanças que vão ocorrer nas representações simbólicas referentes ao povo, ao passado e ao espaço da nacionalidade.

Para os historiadores que se dedicam, particularmente,  a história social e cultural do Brasil o site oferece um campo temático a ser explorado. Referenciando-se pelas categorias do corpo, herança, natureza, monumento, origem e relíquia, empreende-se uma viagem ao mundo das representações visuais, possibilitando compreender como se deu no Brasil o complexo processo de criação da “comunidade imaginária”.  Uma das suas singularidades é a  ênfase conferida à natureza como patrimônio simbólico. O que pode ser atestado num  fato digno de nota: no Brasil,  os museus de história natural precederam a fundação das universidades(1810-20).

Inspirando-se nas tradições do naturalismo romântico, o Estado passou a ser visto como entidade orgânica totalizadora. Ou seja, ele foi pensado como parte integrante de uma ordem natural. Essa idéia da natureza e da geografia como elemento crucial da soberania brasileira, vai sustentar uma das vertentes mais sólidas do pensamento político conservador, traduzida no Ufanismo,  Integralismo e no Autoritarismo do Estado Novo.

Para os interessados em pesquisar o patrimônio cultural, no link about o site apresenta várias possibilidades de navegação, dando acesso à página web de alguns museus brasileiros. Cabe destacar o cuidado especial que o site dedica  ao tema das relíquias, percebidas como “índice de ausências”, sintetizando alta carga de poderes simbólicos Clicando no link introdução, o pesquisador vai encontrar algumas edições originais e fac-símiles de livros preciosos para a história da cultura brasileira, como o  de Sílvio Romero “Cantos populares do Brasil (1883) e o de Alexandre José Moraes Filho “Festas e tradições populares”(1901) que contém prefácio de Sílvio Romero e iconografia sobre as festas e tipos populares. Integrando vasta documentação visual e textos, o site apresenta um verdadeiro patchwork, possibilitando reconstituir a “comunidade imaginária” traçada pelas elites intelectuais brasileiras. Nessa reconstituição fica claro o investimento nos cânones históricos, buscando popularizá-los em sentimentos patrióticos. O historiador das sensibilidades pode encontrar aí um rico entrecruzamento de “selves” traduzido na herança do colonizador e do colonizado,  possibilitando entender, enfim, o aspecto moblizador das emoções no interior da vida social.

Haut de page